Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

22 e agora?

Aos 22 anos apercebi-me que a minha vida (re)começa agora. É hora de novas aventuras.

18
Jan18

E a saudade?

Tita Vicente
«Cuidaram de mim durante toda a minha infância. Deram-me mimos, abraços, sorrisos e todo o amor deste universo. Nunca me deixaram sozinha. Ampararam as minhas quedas, limparam os meus joelhos e disseram-me que podia ser quem eu quisesse: bastava querer. Adormeceram comigo. Fizeram-me toda a comida que eu queria e davam-me todos os doces que eu pedia, mesmo sabendo que - provavelmente - isso me faria mal. Faziam-no porque não sabiam dizer-me que não. Faziam-no porque gostavam de mim.
Hoje a vida é um bocadinho mais cinzenta. Com umaj avó - e desculpem os mais sensíveis - senti um certo alívio por saber que finalmente ela estava em paz e feliz com a outra é diferente.
A minha avó Olinda faleceu há pouco mais de um ano. Sofria de uma merda de uma doença que ainda não tem cura: alzheimer. A minha avó já não era ela. A minha avó já não andava, mal falava e em certas visitas já nem me reconhecia. Doeu muito a sua partida, mas sei que ela precisava de ir. Precisava de ser ela novamente. Mas agora a minha avó Isabel é diferente. Ela ainda estava cheia de vida. Ela ainda tinha muito mais para me dar.
Desculpem todas as visitas que falhei. Sei que onde quer que estejam, estão a cuidar de mim e que vão torcer por cada vitória minha. Prometo que vou ser a melhor pessoa que conseguir ser.
Nada apaga a dor de não vos ter aqui.»
 
Escrevi este texto quando em dezembro, poucos dias depois da minha avó falecer. Sou uma pessoa que gosta de marcar acontecimentos mesmo eles não sendo os mais felizes. Há muito que queria tatuar o nome da minha avó, só ainda não tinha tido "tempo". Agora depois de escolher o tipo de letra, de pensar no local e todos esses detalhes, está feita. A dor não passa e a saudade aumenta todos os dias, mas agora estão comigo em todo o lado.
 

2FD4E516-AE61-47F7-96B2-603DF2ABD3DB.jpeg

Imagem tirada por mim
15
Jan18

Achei que este sismo era um sonho

Tita Vicente

Ok eu sei que o sismo aconteceu, eu já linas notícias e os comentários no Facebook (por incrível que pareça não foi o primeiro sítio onde pesquisei, sinais da mudança), mas continuando. Ora eu também senti o sismo. Mas achei que estava a sonhar. Estava muito descansadinha no meu sono matinal - a única parte boa da vida de desempregada/estudante de mestrado - quando acordei e senti a cama a tremer. Foi coisa de para ai 10 segundos e achei “Estas maluca da cabeça. Agora sentes as coisas a tremer? Volta mazé a dormir.” Claro que como pessoa obdiente que sou voltei a dormir descansada da vida. 

Acordo com um Whatsapp em alvoroço para perceber se todos tinham sentido o sismo. E foi ai que percebi que afinal não estava assim tão maluquinha. A questão é que já estou como a Pipoca Mais Doce, se fosse uma coisa à séria a minha capacidade de resposta é como a de um vegetal: nem me mexo. O que me deixa mais descansada é o facto de pelo menos por enquanto os sismos aqui não causam grandes estragos.

11
Jan18

Uma semana sem redes sociais

Tita Vicente

Uma semana sem redes sociais. Ou melhor mais ao menos. Não elimei as minhas contas, mas eliminei do meu telemóvel. Deixei apenas o Messenger do Facebook e o Whatsapp por uma razão: são o meu meio de comunicação com praticamente toda a gente. Impus a mim mesma uma coisa, mesmo que vá no computador só posso ir uma vez por dia. Até agora posso dizer que estou muito orgulhosa de mim e deste meu feito. Sempre fui muito apegada às redes sociais, mas sinto que desde às uns tempos para cá que andava a desperdiçar demasiado tempo nelas daí esta minha resolução de ano novo. 

A primeira semana desta resolução correu bem. Cumpri o meu objetivo de ir apenas uma vez por dia e ouve dias em que não fui sequer e sinceramente? Não senti qualquer falta. Este processo de "desintoxicação" das redes sociais está a ser bastante bom para mim. Agora faço-vos uma questão: alguém já pensou em fazer o mesmo ou está a fazer o mesmo?

 

Foto retirada do We Heart It

06
Jan18

Troquei as redes sociais

Tita Vicente

É verdade: deixei as redes sociais. E para passar o tempo morto o que é que eu agora faço? Jogo. Não queria jogar um jogo qualquer, queria algo que exercita-se a mente. Instalei o Palavras Guru e agora passo os meus dias a pensar em que palavra é que se transformam aquelas letras. 

Um conselho: se estão em exames da universidade não instalem este jogo. É para o vosso bem. 

 

Imagem retirada da internet

05
Jan18

Objetivos de 2018

Tita Vicente

Podia fazer uma lista enorme, mas quase nunca as concretizo na totalidade. Este ano decidi reduzir a quatro. É o meu número da sorte. São poucas, é verdade, mas todas requerem imenso trabalho pessoal. Que comece 2018.

 

Menos redes sociais. Há uns tempos li um artigo do Observador sobre vivermos tanto das redes sociais. Aquele texto tocou-me e fez-me pensar muito sobre o assunto. Pensei tanto que o meu primeiro objetivo de 2018 é desligar-me mais. Sou uma pessoa muito "agarrada" às redes sociais, sobretudo ao Instagram, mas sinto que perco horas e horas ali e que muitas vezes não tem qualquer retorno a não ser perder tempo. Em 2018 desinstalei o Facebook e o Instagram do meu telemóvel. A partir de agora só perco horas nessa rede se me der ao trabalho de ligar o computador. 

 

Aprender mais. Gosto muito de moda e depois do meu estágio apercebi-me que preciso de aprender imenso ainda para poder melhorar no meu trabalho. Quero ler mais sobre o assunto. Ver mais documentários e séries sobre moda. Quero estudar mais esta área.

 

Tese/Trabalho. Este ano quero entregar a minha tese dentro do prazo establecido e quero muito arranjar um trabalho.

 

Poupar. Quero aprender a poupar. Quero ser mais controlada nos meus gastos superfulos. Quero juntar dinheiro sobretudo para realizar uma das coisas que mais gosto de fazer - e que pouco ainda explorei - viajar.

 

43551d8ee017f107e5ab2d538244706f.jpg

Foto retirada do Pinterest 

eu.jpg

Sou uma miúda de 95, que se mudou do Porto para Lisboa (e ainda passou pela Covilhã). Apaixonada por moda e Nova Iorque. Neste momento sou (quase) jornalista.

Rubricas

display.jpg

intership.jpg

new places.jpg

Instagram

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D