Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

22 e agora?

Aos 22 anos apercebi-me que a minha vida (re)começa agora. É hora de novas aventuras.

16
Jan18

Revolta é a palavra mais adequada

Tita Vicente

Era a minha segunda série para iniciar em 2018, depois de ficar novamente orfã de séries, ontem foi o dia escolhido para o fazer. The Handmaid's Tale. Depois de uns longos, infinitos mesmo 57 minutos acabei o primeiro episódio e constatei que tudo o que tinham dito era verdade. Primeiro, é preciso ter uma paciência de santo para assistir pelo menos eu precisei para não esmurrar o computador à primeira barbaridade que ouvi da Tia Lidia. Segundo, tenho a certeza que é daquelas séries que não vou conseguir ver mais do que um episódio por dia e nem é por ter episódios "compridos" é porque não tenho estofo mental para tanta estupidez. 

A esta altura do campeonato já toda a gente deve ter visto a série - menos eu claro que andei ocupada de mais com tudo o resto - mas mesmo assim não quero dar spoilers sobre o assunto. O que é que posso dizer então? Que ao fim de um episódio já sentia uma revolta gigante dentro de mim. Mas quem é que raio se iria lembrar que seria giro voltarmos aos tempos antigos em que as mulheres não tinham direitos? E caso isto acontecesse, as mulheres que não podem procriar não se lembram das suas vidas "passadas"? A verdade é que fiquei até com algum nojo, diria eu, de certas personagens só de pensar que podem existir pessoas por ai com a mentalidade igual à delas. E os diálogos? Aquelas respostas programadas que elas devem dar. Para uma pessoa como eu, com as crenças religiosas a roçar no -100, só me deu ainda mais raiva 

É uma série feita para chocar o espetador e, sem sobra de dúvidas, que faz muito bem o seu trabalho de terapia de choque. Depois do episódio e de me deitar no conforto da minha cama fiquei no mínimo meia hora a matutar sobre o assunto e a perceber a sorte que tenho pelos direitos que tenho. 

 

Imagem retirada do IMDB 

 

(PS: Ainda assim gostava de falar com a autora só para tentar perceber como é que raio um dia acordou e pensou que o mundo poderia ser assim?)

15
Jan18

Achei que este sismo era um sonho

Tita Vicente

Ok eu sei que o sismo aconteceu, eu já linas notícias e os comentários no Facebook (por incrível que pareça não foi o primeiro sítio onde pesquisei, sinais da mudança), mas continuando. Ora eu também senti o sismo. Mas achei que estava a sonhar. Estava muito descansadinha no meu sono matinal - a única parte boa da vida de desempregada/estudante de mestrado - quando acordei e senti a cama a tremer. Foi coisa de para ai 10 segundos e achei “Estas maluca da cabeça. Agora sentes as coisas a tremer? Volta mazé a dormir.” Claro que como pessoa obdiente que sou voltei a dormir descansada da vida. 

Acordo com um Whatsapp em alvoroço para perceber se todos tinham sentido o sismo. E foi ai que percebi que afinal não estava assim tão maluquinha. A questão é que já estou como a Pipoca Mais Doce, se fosse uma coisa à séria a minha capacidade de resposta é como a de um vegetal: nem me mexo. O que me deixa mais descansada é o facto de pelo menos por enquanto os sismos aqui não causam grandes estragos.

14
Jan18

Ganhar dinheiro sem "trabalhar"?

Tita Vicente

A semana passada encontrei um artigo do Jornal Económico sobre formas de ganhar dinheiro extra. Claro que só pelo título já abri a notícia porque a verdade é que nos dias que correm qualquer dinheiro extra que entre é bom. Abri a notícia li o artigo e guardei para mais tarde poder explorar mais os sites. A verdade é que depois de entrar num dos sites percebei que esse dinheiro não é assim tão fácil e que ok, eles pagam, mas vi muitos trabalhos em que apenas se recebia menos de 0,50 cêntimos. Ainda acho este um método estranho de se ganhar dinheiro apesar de acreditar que muita gente possa fazer bons extras ali. 

A verdade é que me despertou interesse sobre o assunto e gostava de poder falar com pessoas que já estejam habituadas e familiarizadas com estes sites. Por isso a minha questão é: conhecem ou sabem alguém que utilize estes sites como rendimento extra? Acusem-se. 

 

Imagem retirada do Pinterest 

11
Jan18

Uma semana sem redes sociais

Tita Vicente

Uma semana sem redes sociais. Ou melhor mais ao menos. Não elimei as minhas contas, mas eliminei do meu telemóvel. Deixei apenas o Messenger do Facebook e o Whatsapp por uma razão: são o meu meio de comunicação com praticamente toda a gente. Impus a mim mesma uma coisa, mesmo que vá no computador só posso ir uma vez por dia. Até agora posso dizer que estou muito orgulhosa de mim e deste meu feito. Sempre fui muito apegada às redes sociais, mas sinto que desde às uns tempos para cá que andava a desperdiçar demasiado tempo nelas daí esta minha resolução de ano novo. 

A primeira semana desta resolução correu bem. Cumpri o meu objetivo de ir apenas uma vez por dia e ouve dias em que não fui sequer e sinceramente? Não senti qualquer falta. Este processo de "desintoxicação" das redes sociais está a ser bastante bom para mim. Agora faço-vos uma questão: alguém já pensou em fazer o mesmo ou está a fazer o mesmo?

 

Foto retirada do We Heart It

10
Jan18

The Crown, a série

Tita Vicente

Sei que a série não é nova para muitos. Foi altamente falada antes da sua estreia fosse pela escolha do tema, o desempenho dos atores ou os cenários incríveis usados. Ao início achei que não fazia o meu género, gosto muito mais de séries que desvendem crimes habitualmente, mas depois de no estágio ouvir toda a gente falar dela fiquei com a certeza que tinha de lhe dar uma hipótese. 

Decidi começar a ver quando fiquei "órfã" de séries. Vejo muitas. Muitas mesmo, mas neste momento ou estão em pausa de inverno ou à espera de nova temporada, por isso, decidi que ia investir o meu tempo em três séries: The Crown, Mindhunter e The Handmaid's Tale. Comecei com The Crown e, meu deus, fiquei estupefacta. Eu esperava uma série boa, mas não esperava isto. Fiquei viciada. A história da rainha, o desempenho tanto da Claire Foy como do resto do elenco, os pormenores dos vestidos, tudo tudo tudo. Se gostam de séries bem feitas vejam. Vejam porque vale muito a pena, juro. 

 

Foto retirada do Pinterest

eu.jpg

Sou uma miúda de 95, que se mudou do Porto para Lisboa (e ainda passou pela Covilhã). Apaixonada por moda e Nova Iorque. Neste momento sou (quase) jornalista.

Rubricas

display.jpg

intership.jpg

new places.jpg

Instagram

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D